Como lidar com marido dependente químico?

Como lidar com marido dependente químico

Muitos casamentos são seriamente abalados quando o vício em alguma droga se torna uma realidade na relação. Homens e mulheres podem ser dependentes químicos, isso é fato. Mas ainda hoje o público feminino tende a sofrer mais com vício do companheiro, seja em drogas ilícitas ou lícitas. Por isso muitas mulheres gostariam de saber como lidar com marido dependente químico. Se este é o seu caso, continue lendo!

Antes de mais nada, vamos deixar bem clara a diferença entre hábito e vício. A diferença entre um hábito e um vício varia somente no grau de dependência.

Uma pessoa que apenas possui um hábito, não terá problemas quando, por exemplo, tiver que interromper o uso de álcool ou cigarro por recomendação médica.

Já o viciado sentirá mais falta do que se esperava, não admite a verdade, e muitas vezes apenas mascara o vício como sendo um hábito.

A falta do objeto do vício traz ansiedade, depressão, pensamentos de como transgredir o fato de que é proibido, dor, saudade, pensamento contínuo.

Isso diz respeito ao álcool, ao cigarro e drogas onde o uso constante simplesmente não define um hábito, mas um vício direto.

O vício pode ser uma das situações mais difíceis que um casal enfrenta. Viver com um cônjuge viciado pode ser tão difícil que muitos casamentos terminam em separação ou divórcio se a pessoa que luta contra o vício não recebe tratamento.

Não importa como seu parceiro chegou onde está hoje. O que importa é reconhecer o problema, entender e implementar o que você deve ou não fazer para ajudar seu cônjuge.

Algumas pessoas podem não enfrentar situações assustadoras. Para eles, pode ser melhor permanecer no casamento e tentar ajudar um cônjuge com dependência de drogas.

Como lidar com marido dependente químico: dicas úteis

Como lidar com marido dependente químico: dicas úteis

Umas das primeiras coisas que você precisa entender se você quer saber como lidar com marido dependente químico é que a mudança depende mais dele do que de você.

Portanto você deve sim tentar convencê-lo, mas jamais deve se frustrar caso recuse sua ajuda.

Afinal, a recusa, a negação, é bem comum entre pessoas dependentes químicas. Não desista fácil. Porém não se desgaste a ponto de perder sua saúde física e mental. Você precisa estar forte para ajudar seu marido.

Ser casado com alguém que luta contra o vício pode ser cansativo. Suas próprias necessidades emocionais podem não ser atendidas. É importante cuidar bem de si mesmo.

Verifique se você possui um sistema de suporte para suas próprias necessidades, como um terapeuta para o qual você pode recorrer.

Conte com a ajuda de outras pessoas

Conte com a ajuda de outras pessoas

Considere entrar contato com familiares, amigos e outras pessoas em quem confia. O seu médico de família pode ser uma boa pessoa para começar a encontrar recursos de aconselhamento e recuperação de dependências. Mas não sofra em silêncio.

Você precisa de ajuda para tratar seu marido e lidar com a agitação física e mental diária de viver com alguém que luta contra a dependência.

Procure sempre se informar

Procure sempre se informar

Para saber como lidar com marido dependente químico, você precisa se informar sobre o vício e as diferentes fases e faces da dependência. Informe-se também sobre os tratamentos adequados, grupos de apoio, clínicas, entidades públicas, etc.

É importante que quando estiver pronta para falar com seu cônjuge sobre o assunto, já tenha meios de apresentar soluções sobre o problema.

Quando você aprender mais sobre o vício, descobrirá que os desejos são poderosos fatores físicos e psicológicos que impulsionam o comportamento viciante.

Alterações cerebrais também levam a mudanças de comportamento. Não é sobre você. É sobre a biologia e psicologia do vício. Quanto mais você aprender sobre isso, mais solidária poderá ser.

Dê o seu apoio sempre

Dê o seu apoio sempre

Se seu marido indicar interesse em participar de um programa de recuperação, mostre seu apoio. Participe de uma reunião aberta de 12 etapas com seu cônjuge.

Depois que identificarem possíveis métodos de tratamento e locais de encontros e terapia, tenha certeza de continuar cuidando de si mesma e do seu lado emocional para suportar a tempestade de emoções que virá pela frente.

Incentive seu marido a participar de reuniões de recuperação, ler algum livro ou material sobre recuperação e fazer o que for necessário para alcançar a sobriedade. Ou seja, você deve sempre o conduzir para que faça o que é certo e se recupere o quanto antes.

Como lidar com marido dependente químico: atitudes que você deve evitar

Como lidar com marido dependente químico

Compartilhamos com você algumas atitudes que deve ter com seu cônjuge. Agora também queremos compartilhar atitudes que você deve evitar ao lidar com marido dependente químico. Veja quais são logo a seguir:

Evitar o problema

Evitar o problema

Muitas mulheres fecham os olhos ao vício de seus maridos por medo. Elas podem ter medo de enfrentar as consequências ou até medo de que as coisas mudem.

O medo da mudança orienta muitas pessoas a ficarem em situações ruins, em vez de procurar ajuda. Não ignore os problemas do seu parceiro. Se o seu cônjuge tiver dores no peito, você insiste que ele vá ao pronto-socorro.

Se o seu cônjuge estiver lutando contra o vício, você também precisará agir e ajudá-lo a encontrar um programa de recuperação. Ignorá-lo não o fará desaparecer.

 

Culpar ou julgar seu companheiro

Culpar ou julgar seu companheiro

Quando você aprender os fatos sobre a dependência química, entenderá que ela é uma doença. Culpar e julgar seu marido por suas ações não ajuda. Isso apenas os faz se afastar de você. As chances são boas de que eles querem parar de tomar drogas ou beber, mas simplesmente não sabem como. Ou seja, procure entender e se informar, como já aconselhamos antes. A culpa nunca resolve nada.

 

Esperar que as coisas voltem ao “normal”

Esperar que as coisas voltem ao normal

Mesmo depois que seu marido aceitar o tratamento contra a dependência química, sua vida e seu relacionamento nunca voltarão a ser que eram antes. Isso acontece independentemente da doença grave que um casal enfrenta, seja câncer, ataque cardíaco ou dependência química.

Aceite que seu relacionamento esteja em um novo patamar e aprenda o que isso significa, pois ambos embarcam no programa de recuperação de seu parceiro.

Não significa que nunca mais serão felizes. Nada disso. Apenas que sempre deverão ficar alertas, já que a dependência química é uma doença crônica que requer cuidados pelo resto da vida.

Esperamos ter ajudado você a entender como lidar com marido dependente químico. E ficamos à sua disposição para ajudar ainda mais indicando um tratamento para o seu companheiro. Entre em contato conosco e tire as suas dúvidas. Será um prazer para nós falar com você!

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.