Clínica de recuperação de baixo custo vale pena?

Clínica de recuperação de baixo custo

A situação econômica/financeira da maior parte da população brasileira geralmente não é boa. E de quebra, a pandemia que estamos enfrentando no momento tem sido mais um obstáculo para as famílias do Brasil. Principalmente aquelas que sofrem com a dependência química. Neste caso, surge a seguinte dúvida: clínica de recuperação de baixo custo vale a pena? É o que vamos responder nesse artigo. Continue com a gente!

Antes de responder à pergunta, queremos pôr em destaque alguns pontos importantes.

Primeiro, o quão grave é a dependência química. Não apenas na vida do adicto (dependente químico), mas também na vida de sua família, amigos mais próximos e todos aqueles que fazem parte de alguma forma de seu cotidiano.

A dependência química é definida como um conjunto de fenômenos comportamentais, cognitivos e fisiológicos, que se desenvolvem após o uso repetido de determinada substância.

Classificada como transtorno mental, uma doença crônica, onde diversos fatores podem contribuir para o seu desenvolvimento, incluindo a quantidade e frequência de uso da substância, a condição de saúde do indivíduo e aspectos genéticos, psicossociais e ambientais.

De acordo com a Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas (ABEAD), a dependência química atinge 4 entre 10 famílias brasileiras. É um número relativamente alto e bem preocupante. Principalmente se formos levar em consideração que ele tem aumentado com o passar do tempo.

Devido a este problema, da dependência química afetar tantas famílias, mais a questão que citamos no início, a respeito do grande número de famílias com dificuldades financeiras, é comum estas famílias procurarem por uma clínica de recuperação de baixo custo.

 

Clínica de recuperação de baixo custo e os detalhes que você deve observar

Clínica de recuperação de baixo custo e os detalhes que você deve observar

 

Falar de um preço específico quando o assunto é internação na clínica de recuperação, é algo inviável. Pois cada caso é único. É necessária uma avaliação médica, para daí então dizer quanto tempo o paciente precisará ficar internado.

Este é apenas um dos diversos detalhes que influenciam o preço da internação.

A famosa frase que diz “o barato sai caro” não pode ser levada à risca quando falamos em clínica de recuperação. Antes de tomar qualquer decisão, é preciso entender o que é “caro” e o que é “barato”. Pois manter uma clínica de recuperação, tanto pacientes quanto funcionários, gera um alto custo. Isso, sem contar as outras contas e eventuais gastos que surgem.

A grande sacada é analisar a clínica de recuperação. Procurar conversar com um representante e analisar detalhes como o tempo de atuação da clínica, os métodos de tratamentos, número de profissionais, condições do local, tempo de atuação, entre outros. O ideal é fazer uma visita no local para que possa ver de perto como é a clínica e também como se comportam os pacientes e funcionários.

O que você deve ter em mente é que preço e valor não são as mesmas coisas. Valor é o que você recebe ou o que a clínica de recuperação pode oferecer. E preço é o que você paga para receber o que a clínica oferece.

Aplicando estas dicas, analisando as clínicas individualmente, você saberá se uma clínica de recuperação de baixo custo vale a pena ou não.

Convidamos você a conhecer as Clínicas Moara. Entre em contato conosco e iremos esclarecer todas as suas dúvidas. Para nós, será uma grande satisfação!

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.